quinta-feira, 2 de agosto de 2012

As profecias de Daniel, o juízo investigativo e o santuário Parte 3


Bom, se você leu as duas primeiras partes desse artigo (Os links estão no final desse post). Você já compreende um pouco sobre o que é o juízo investigativo (ou pré-advento), e porque ocorre tal juízo. Mas as perguntas que não querem calar são:
Já começou o juízo pré-advento? Quando? É possível encontrar a data do seu inicio, pesquisando somente na bíblia?
A resposta para essas perguntas são: Sim! Não se assuste, mas iniciou-se no em 1844. E sim! É possível encontrar tal data na bíblia...
Mas como? Simples, estudando as profecias de Daniel, especialmente os capítulos 7, 8 e 9. E serão esses capítulos os objetos dos nossos estudos daqui pra frente. 

Começando o estudo de Daniel 
 Apesar de os capítulos 7,8 e 9 serem os capítulos reveladores, a base do estudo se encontra em Daniel 2. Lá é encontramos toda a seqüência cronológica que é seguida pelos demais capítulos.

O que Daniel 2 apresenta?
Uma estátua com cabeça de ouro, peitos de prata, quadris de bronze, pernas de ferro, e pés de ferro e barro. 
Cada metal simboliza um grande reino que sucede o anterior na história da humanidade. 
 Consultando os livros de história percebemos que os 4 maiores impérios que se sucederam foram, em sua ordem: Babilônia, Média-Pérsia, Grécia e Roma.
Os pés de ferro e barro simbolizam o continente europeu dividido (antes, Império romano em seu apogeu). Pois em determinado momento da história do Império romano, tal império entrou em decadência e foi posteriormente dividido por dez tribos bárbaras, que veremos mais a frente ao estudarmos Daniel 7. 
Coincidência ou não, a estátua tem exatamente 10 dedos nos pés, justamente a quantidade de tribos que dominaram o império romano após sua queda. 
O interessante é que alguma tribos eram fortes (ferro) e outras fracas (barro).
A pedra todos sabemos que simboliza o reino que será estabelecido na terra com a vinda de Cristo.

Comparando Daniel 2 e 7

Em Daniel 7 vemos a mesma seqüência cronológica de Daniel 2. Os quatro animais representam quatro grandes reinos que se sucedem, e tais animais tem características bem peculiares.
Vemos um leão com asas, um urso manco com três costelas na boca, um leopardo com quatro asas, e por ultimo um animal terrível com dez chifres.
O leão simboliza a Babilônia, o urso a Média-persia, o leopardo a Grécia e o quarto animal conseqüentemente, seguindo a mesma ordem cronológica de Daniel 2, simboliza o império romano. 



Pra Não restar dúvidas: O leão realmente representa a babilônia?
Jeremias 4.7 e 4.13: Profetiza que a Babilônia derrotaria os judeus. E se refere a eles como leões.
Habacuque 1:6-8: Fala da velocidade com que eles conquistavam tudo.
A própria arqueología mostra a relação do leão com o Império babilônico. (Veja figuras abaixo)
Evidências arqueológicas encontradas na Babilônia

Os Medos-Persas são mesmo o urso?
As três costelas: 
A história relata que os Medo-Persas conquistaram três grandes impérios, sendo eles – Babilônia, Lídia e Egito.
“O urso se levanta sobre um  dos lados”: O império surgiu da união de dois impérios, sendo que os Persas eram mais fortes que os medos. 



Os gregos são mesmo o Leopardo?
As quatro cabeças e quatro asas:
Alexandre o grande tinha quatro Generais sobre o seu comando. Eram eles Cassandro, Lisímaco, Seleuco e Ptolomeu.
Após sua morte o reino foi dividido em quatro, ficando cada general com uma parte.
As asas representam a velocidade com que conquistavam o mundo.




A besta realmente é Roma?
Além da história comprovar que foi o quarto grande império, que sucedeu a grécia e que no seu apogeu deteve praticamente a europa toda como território, sendo implacável, e ficando conhecido como o império de ferro, existem também evidências bíblicas que comprovam que é Roma.
Compare os textos abaixo:

Capítulo 2:
O quarto reino tem o ferro como descrição, faz os reinos anteriores em pedaços, e posteriormente é dividido (2:40-44)
 Capítulo 7:
 O quarto reino tem o ferro em sua descrição (dentes), faz os reinos anteriores em pedaços, e posteriormente é dividido (7:19-24)

O Quarto reino do capítulo 2 dividi-se em 10 dedos, e o quarto reino de daniel 7 tem 10 chifres. 
Quem são os 10 dedos do capítulo 2 e os 10 chifes do capítulo 7?
A história relata quais as 10 tribos bárbaras que dominaram o território do Império Romano após sua decadência.Veja na figura abaixo quais foram tais tribos:
 
Por enquanto vamos ficar por aqui. No próximo estudo falaremos sobre a identidade do chifre pequeno, sobre a profecia de tempo de Daniel 7:25 e sobre o inicio do juízo pré-advento. 
Adriel Lima

Prestigie-nos com seu comentário

Obrigado por ter comentádo, jajá seu comentário será postado.

 
 

Eles Curtem o J.E.